Faça valer seus direitos com os melhores advogados!
"O direito não socorre aos que dormem!"

NOTICIAS

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,09 4,09
EURO 4,56 4,56

TRT/RJ RECEBE CERTIFICADO PELA PARTICIPAÇÃO NA SEMANA NACIONAL DA EXECUÇÃO TRABALHISTA

No dia 20/11, durante a 9ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes e Corregedores da Justiça do Trabalho (Coleprecor), em Brasília, o ministro Cláudio Brandão, coordenador da Comissão Nacional de Efetividade da Execução Trabalhista, entregou os certificados para os TRTs mais bem colocados na Semana Nacional da Execução Trabalhista. O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ)  obteve a terceira colocação entre os tribunais de grande porte. Durante a nona edição do evento, realizada de 16 a 20/9, a 1ª Região movimentou cerca de R$ 89,1 milhões. O Regional fluminense foi representado pelo seu vice-presidente, desembargador Cesar Marques Carvalho, que recebeu o certificado das mãos do presidente do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Brito Pereira. Segundo o ministro Cláudio Brandão, a edição de 2019 movimentou o valor recorde de R$ 1,6 bilhão graças ao esforço coletivo da Justiça do Trabalho. “Resolvemos documentar o desempenho dos tribunais por meio de uma premiação simbólica aos TRTs classificados nos três primeiros lugares de grande, médio e pequeno porte”, explicou. Foram agraciados os TRTs da 19ª Região (AL), 21ª Região (RN) e 24ª Região (MS) no quesito pequeno porte; TRTs da 6ª Região (PE), 10ª Região (DF/TO) e 5ª Região (BA), no médio porte; e 1ª Região (RJ), 3ª Região (MG) e 15ª Região (Campinas/SP), no grande porte. “Esse certificado deve transmitir aos colegas magistrados, servidores e a todos trabalharam na Semana que, sem essa colaboração conjunta, não chegaríamos a um resultado tão bom”, concluiu o NÚMEROS Do total de cerca de R$ 1,6 bilhão movimentado em todo o país, R$ 594,7 milhões foram provenientes dos mais de 9,2 mil acordos homologados. Os 830 leilões movimentaram quase R$ 137 milhões, enquanto mais de R$ 225 milhões resultaram de mais de 40,5 mil bloqueios judiciais via Bacenjud, totalizando, somente nessas operações, mais de R$ 956,7 milhões. Até o ano passado, a consolidação final dos resultados da Semana Nacional da Execução Trabalhista contabilizava apenas os valores decorrentes dessas operações (acordos homologados, leilões e bloqueios via Bacenjud). A partir da edição deste ano, passaram a ser considerados, entre outras transações, os valores relativos ao Imposto de Renda e Previdência (R$ 48,9 milhões), os recursos liberados por meio de alvarás (R$ 363,9 milhões), o valor de créditos e ativos financeiros bloqueados (R$ 110,9 milhões), a liberação de recursos financeiros para quitação de precatórios das Fazendas Municipal, Estadual e Federal (41,2 milhões) e a quitação direta de valores (R$ 144 milhões). (Com informações do CSJT)  
26/11/2019 (00:00)
Visitas no site:  243637
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia