Faça valer seus direitos com os melhores advogados!
RETORNAREMOS AS ATIVIDADES DIA 13/01/2020

Estudante da Uerj acusado de feminicídio vai a júri popular

A 2ª Vara Criminal do Rio decidiu levar a júri popular o estudante de História da Uerj Bruno Ferreira Correia, de 37 anos, suspeito de matar a namorada, Luiza Nascimento Braga, de 25 anos, que cursava Ciência Sociais na mesma universidade. O crime de feminicídio ocorreu em junho do ano passado, no apartamento onde o casal morava, em Jacarepaguá, na Zona Oeste, e teria sido motivado pelos ciúmes de Bruno, que está preso desde agosto. O júri ainda não tem data marcada. Na decisão, o juiz Daniel Werneck Cotta ressalta as provas colhidas durante as investigações, o laudo pericial com a causa da morte e os depoimentos das testemunhas para destacar que o crime foi cometido por motivo torpe e sem possibilidade de defesa da vítima, motivado por ciúmes da namorada, o que deve ser analisado pelo corpo de jurados.  O juiz decidiu ainda manter a prisão preventiva de Bruno. Foragido, ele foi preso mais de um mês após o crime.   Luiza Braga parou de se comunicar com a família numa terça-feira, dia 18 de junho, e seu corpo foi encontrado pelos pais no sábado seguinte, dia 22. Segundo o laudo juntado ao processo, "a morte da vítima decorreu de ação pérfuro-cortante, com lesão de grandes vasos do pescoço”. Clique aqui para ler a íntegra da sentença. Processo 0152284-24.2019.8.19.0001 AB/FS
14/01/2020 (00:00)
Visitas no site:  263193
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia