Faça valer seus direitos com os melhores advogados!
"O direito não socorre aos que dormem!"

NOTICIAS

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,88 3,88
EURO 4,35 4,35

Dia Mundial do Meio Ambiente pauta debate e lançamento na Seccional

                 Clara Passi A Comissão de Direito Ambiental (CDA) da OAB/RJ marcou o Dia Mundial do Meio Ambiente com evento na Seccional nesta quarta-feira, dia 5. Na ocasião, o Fundo Brasileiro para a Biopersidade (Funbio), parceiro da comissão na organização do encontro, lançou o livro FMA/RJ - Fundo da Mata Atlântica – um mecanismo inovador de financiamento da conservação no Rio de Janeiro. A transmissão está disponível no canal da OAB/RJ no Youtube.   O encontro foi aberto pelo presidente da CDA, Flávio Ahmed, pelo secretário-adjunto da OAB/RJ e coordenador-geral das comissões da casa, Fábio Nogueira, e pelo subsecretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade do Rio de Janeiro, Mauro Farias.   Farias afirmou ter franqueado o ingresso da Ordem à Câmara de Compensação Ambiental do Estado. Trata-se de um colegiado composto por representantes de órgãos federais, estaduais, municipais e instituições da sociedade civil, cuja principal atribuição é definir a aplicação dos recursos oriundos da compensação ambiental decorrente do processo de licenciamento estadual de empreendimentos de significativo impacto ambiental, e fiscalizar a correta aplicação dos mesmos. “O momento é o mais pertinente para estreitar os laços com a advocacia”, disse, saudando a presença de servidores públicos no evento.   Para ele, a gestão estadual do meio ambiente vive um “momento ímpar”, pois a pasta é hoje entregue a técnicos, apesar de ainda sofrer influências políticas.   Nogueira falou da importância da CDA, que é uma das poucas comissões estatutárias da Seccional, e exaltou a importância de a Ordem receber atores da sociedade civil. Ahmed sublinhou os desafios do advogado que milita na área ambiental nas subseções, que, muitas vezes, atua de forma solitária.   “Esta é uma data especial diante do momento em que vivemos e também especial para a Ordem. Temos um projeto interno de aumentar a integração com as subseções na área de gestão ambiental por meio das comissões de Direito Ambiental. Muitas vezes, o advogado que preside tais grupos é o único da cidade que conhece a matéria. Reconheço a bravura desses líderes”, disse Ahmed, que citou colegas da Subseção de Magé que estavam na plateia.      Os desafios e resultados de novas fontes para a conservação do meio ambiente foi o tema da primeira mesa do encontro, formada pela presidente do Funbio, Rosa Lemos de Sá, pelo ex-presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e integrante da CDA, Marcos Lima, e pela professora da PUC e membro do conselho do Funbio, Danielle Moreira.   Em sua apresentação, Sá resumiu os 23 anos de atuação do Funbio e o mecanismo financeiro voltado para a preservação de parques do Estado que teve o então ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, como principal idealizador. “Posso afirmar que o Rio de Janeiro é o único estado que aplica a compensação ambiental de forma tão efetiva e eficiente”, disse ela.
06/06/2019 (00:00)
Visitas no site:  194705
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia